Subnotificação é o tema do 7º Boletim de Farmacovigilância

Print Friendly, PDF & Email

Já está disponível, no portal da Anvisa, o 7º Boletim de Farmacovigilância, publicação periódica dedicada à divulgação de informações sobre atividades relacionadas ao monitoramento de medicamentos. Nesta nova edição, o tema tratado é a subnotificação de suspeitas de reações adversas a medicamentos.

Para facilitar a compreensão do assunto, a publicação apresenta as definições, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), de reações adversas a medicamentos — conhecidas como RAM — e de eventos adversos e reúne, além de dados nacionais, um apanhado sobre a subnotificação no mundo. Apresenta também estratégias para estimular as notificações, uma vez que os sistemas de notificação voluntária de suspeitas de RAM são fundamentais para o monitoramento da segurança dos medicamentos.

Confira na íntegra o 7º Boletim de Farmacovigilância.

Veja a seguir o programa Papo Expresso, com a especialista da Anvisa Flávia Cruz, e saiba como relatar efeitos adversos de medicamentos:

Boletins anteriores

O Boletim de Farmacovigilância foi criado em 2012, com o objetivo de disseminar informações relevantes sobre o tema, com destaque para a atuação da Anvisa. Até 2013, ano em que a produção do material foi interrompida, foram publicadas quatro edições do periódico.

Em 2018, a produção foi retomada, com o lançamento do 5º Boletim de Farmacovigilância, dedicado ao VigiMed. A sexta edição do Boletim, publicada em setembro deste ano, abordou a atualização das normas sanitárias de farmacovigilância para os detentores de registro de medicamentos.

Fonte Anvisa

O CRF INFORMA

foram enviados todos os boletos para o recolhimento das anuidades do exercício 2020, de pessoa física e jurídica. O envio eletrônico foi direcionado a todos os inscritos na base cadastral do CRF-SC, com endereço de e-mail válido. Os boletos seguem anexos à mensagem. Para você confirmar a confiabilidade do documento recebido, confira a numeração do código de barras. O número deve iniciar-se por 00190.00009.02961.758006, indicando que o boleto é verdadeiro e foi emitido pelo CRF-SC.

Skip to content