Uso de equipamentos Point-of-care em farmácias, constitui infração sanitária

O Centro de Vigilância Sanitária do Paraná – CEVS, após consulta à Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, emitiu parecer nº 04/2019 informando que o uso de equipamentos Point-of-care Testing em estabelecimentos farmacêuticos constitui infração sanitária.

A Gerência de Produtos Para Diagnóstico In Vitro – GEVIT, da ANVISA classificou o equipamento como de risco II, isto é, de uso exclusivo por profissionais, conforme ofício nº 174/2018 da ANVISA encaminhado à VISA-PR.

O Tesoureiro do CRF-SC, Marco Aurélio Koerich, destaca que o entendimento dos órgãos de vigilância é o mesmo do departamento de fiscalização do CRF-SC, que vinha autuando aos estabelecimentos. “Nossa preocupação sempre foi com segurança dos resultados e consequentemente com a saúde da população” destacou.

Sobre este tema o Conselho realizou durante a Plenária de março um debate que está disponível no facebook do CRF-SC. Assista

Skip to content