Medidas sanitárias publicadas em agosto e que impactam na atuação do farmacêutico

Novos medicamentos, alteração de receituário, suspensões e retirada do mercado de diversos medicamentos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária no mês de agosto. Confira:

– Suspensão de lotes de Paracetamol solução oral, 200mg/mL fabricado pela Hipolabor Farmacêutica Ltda;

– Suspensão de lotes de Amoxil BD (amoxicilina tri-idratada) 200 MG/5 ML Pó e 400 MG/5 ML Pó fabricado pela Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S/A – Vendido pela Glaxosmithkline Brasil Ltda;

– Suspensão de lotes de Sulfametoxazol + Trimetoprima 800 + 160 mg fabricado pela Prati Donadduzzi & Cia Ltda;

– Interdição do lote B16k 1609 da nimesulida da Brainfarma;

– Comunicação da retirada temporária do medicamento  Buscopan Composto solução oral (gotas) de 10mL e de 20mL pelo laboratório Boehringer Ingelheim;

– Publicação do registro do medicamento novo SPINRAZA® (nusinersena), na forma farmacêutica solução injetável e concentração de 2,4 mg/mL, indicado para pacientes com doença caracterizada pela degeneração de neurônios motores da coluna vertebral e sem opções terapêuticas disponíveis no Brasil.

– Aprovação de novo tratamento para a asma em adultos: o medicamento o Nucala® (mepolizumabe), inédito no Brasil;

– Publicação de alerta sanitário para advertir os profissionais de saúde e as pacientes sobre os riscos de reações adversas graves decorrentes da interação entre os medicamentos Viekira Pak (ritonavir/ombitasvir/veruprevir+dasabuvir) , para Hepatite C, e anticoncepcionais orais contendo etinilestradiol;

– Aprovação do registro do medicamento Zonovate (alfaturoctocogue), produto biológico é indicado para o tratamento e profilaxia de hemorragias em pacientes com hemofilia A;

– Publicação de norma alterando o tipo de receita médica exigida para a compra de medicamentos contendo as substâncias buprenorfina (utilizada no tratamento da dependência de opióides) e lurasidona (indicado para o tratamento da esquizofrenia e da fase depressiva do transtorno bipolar) que passarão a ser feitas por meio da receita de controle especial em duas vias, não mais com a receita amarela , só poderá ser dispensado mediante apresentação da receita de controle especial em duas vias. Veja a atualização

– Abriu prazo até 8 de setembro para que as indústrias farmacêuticas interessadas realizem peticionamento de enquadramento de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIP), sobre 12 ativos (Alfaestradiol, Dicloridrato de hidroxizina, Dicloridrato de hidroxizina, Nistatina, Cloridrato de tiamina, Sulfadiazina de prata, Desloratadina, Dicloridrato de levocetirizina, Nitrato de butoconazol, Penciclovir, Esomeprazol, Ácido mefenâmico e Cordia verbenacea DC) e 1 associação (Queratina + Cistina + associações), de modo a complementar solicitações já encaminhadas pelas empresas elencadas na tabela anexa, para avaliação da Anvisa.

Fonte: Sindfar