Comissão de Saúde da Ascop/SC define ações

Representantes dos conselhos profissionais da área da saúde associados à Ascop/SC estiveram reunidos na sede da entidade, na segunda-feira, dia 11 de março, para deliberar sobre várias ações que estão sendo planejadas para os próximos meses. Além da Conferência Livre, dia 4 de maio, cuja programação está sendo definida, assim como o local, os presidentes e conselheiros presentes vão divulgar um mapa com as datas e locais das conferências municipais de Saúde em todo o Estado para mobilizar os profissionais das várias áreas a participarem. Na Capital, a Conferência Municipal de Saúde será de 4 a 6 de abril, no Centro de Eventos da UFSC.

A coordenadora da Comissão de Saúde da Ascop/SC, Karen Denez, presidente do CRF-SC, solicitou apoio dos conselhos para divulgar a importância da imunização para evitar epidemias, como a da dengue e febre amarela. “Convidamos a nova diretora de Vigilância Epidemiológica, Maria Tereza Bertoldi Agostini, para esclarecer o cenário no Estado e ela deve estar na próxima reunião da Comissão”, disse Karen.

A presidente do Coren/SC, Helga Bresciani, coordenadora adjunta da Comissão, lançou a ideia de ir pra rua colaborar com estas campanhas que alertam sobre os riscos de epidemia, unindo as mobilizações referentes ao Dia Mundial da Saúde, 7 de abril. O assessor técnico do CRF-SC, Ronald dos Santos, destacou que a Arquidiocese de Florianópolis fará uma caminhada dia 7 de abril e os conselhos poderiam apoiar e levar os profissionais para esta ação, realizando inclusive um abraço simbólico a alguma instituição de saúde, como o Hospital Governador Celso Ramos. As conselheiras do Crefono3, Jaqueline Ijuim, e do CRN10, Ana Paula Ferreira, também lançaram ideias para esta ação chamando outros movimentos, assim como a conselheira do CRP-12, Jaira Rodrigues.

O presidente do Crefito 10, Sandroval Torres, lembrou da importância de chegarmos com ações também nas demais cidades, além de Florianópolis. Ficou definido então a produção de um folder com as bandeiras da saúde defendidas pela Comissão de Saúde da Ascop/SC, como combate à formação na modalidade EaD, Defesa do SUS, prevenção e promoção da saúde, entre outras. Este material será entregue no interior e em espaço montado em frente ao Ticen, na Capital, nos dias 4 e 5 de abril, com apoio do “trailer da saúde” que será solicitado à Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis. No dia 7, os conselhos irão apoiar a caminhada pelo centro da cidade.

Entre outros assuntos, ficou deliberada ainda uma ação com os deputados estaduais e com a bancada federal catarinense, cuja atividade será coordenada pela Ascop/SC, unindo os demais conselhos que não são da área da saúde. A coordenadora Karen Denez sugeriu também que a nova superintendente de Planejamento da Secretaria de Estado da Saúde, Carmen Delziovo, pudesse estar também em uma reunião da Comissão, talvez na próxima, dia 1 de abril.

Saúde Suplementar

Ao final da reunião, a conselheira do CRP-12, Jaira Terezinha Rodrigues,  fez uma apresentação  do material produzido pelo Grupo de Trabalho Interinstitucional Sobre Saúde Suplementar (GTSS), conjuntamente com o Fórum das Entidades da Psicologia Catarinense (FEPSIC) e Sindicato de Psicólogos de Santa Catarina (SINPSI/SC). Ela pediu apoio para que as demais profissões também realizem ações sobre o tema Saúde Suplementar.

O GT, juntamente com o Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP) realizou pesquisas e grupos focais para ouvir as(os) profissionais, representantes de Pessoas Jurídicas, usuários visando mapear as principais demandas relacionadas ao trabalho da psicologia na Saúde Suplementar. Esta pesquisa também viabilizou a abertura do diálogo entre o GTSS e a Agência Nacional de Saúde – ANS, a qual contribuiu com relação a atribuições e as especificidades contratuais entre operadoras e prestadores dos serviços. Todas estas produções resultaram na produção de um caderno temático que visa oferecer orientações a respeito dos aspectos éticos, técnicos e regulatórios concernentes à relação estabelecida com os usuários e com as operadoras dos planos de saúde. O caderno está sendo lançado em várias cidades do Estado.

Fonte Ascop/SC

Skip to content