Sistema CFF/CRFs lidera ações contra ensino predominantemente EAD na graduação em saúde

Para o Sistema CFF/CRFs, a formação na graduação em saúde exige o contato do aluno com a prática profissional, e, no caso da Farmácia, essa necessidade torna-se ainda mais premente na medida em que a profissão envereda cada vez mais para o cuidado ao paciente, ou seja, a prática clínica.

Principalmente no último ano, os conselhos de Farmácia lideraram as ações de combate à essa modalidade de ensino, que, infelizmente tornou-se política de governo. Encontram-se em vigor o Decreto Federal nº 9057/2017 e Portaria Normativa nº 11/2017, do Ministério da Educação. Estivemos na linha de frente de todas as ações em defesa do ensino presencial na graduação. O que foi feito, foi divulgado. Porém, parece ter caído no esquecimento. Para relembrar, disponibilizamos, abaixo, os links das notícias relativas às ações coordenadas pelos conselhos de Farmácia.

Informamos que a luta continua e para nós, ela se dá na prática, como deve ser o ensino na graduação em saúde. Nem sempre publicamos todos os passos para uma questão de estratégia.

Para ler as matérias, acessem:

Data: 20/02/2017 – CFF e FCFAS chamam profissões da saúde ao debate sobre cursos de EAD na graduação – http://migre.me/w6206

Data: 17/03/2017 – Profissões da saúde vão pedir ao Governo fim dos cursos predominantemente à distância – http://www.cff.org.br/noticia.php?id=4375

Data: 26/04/2017 – Profissões da área da saúde reafirmam posição contra EAD na graduação – http://www.cff.org.br/noticia.php?id=4431

Data: 09/08/2017 – Na Câmara, CFF defende ensino presencial como fator essencial na formação em saúde – http://www.cff.org.br/noticia.php?id=4579