16ª CNS: Farmacêuticos participam das atividades sobre Assistência Farmacêutica no SUS

Os membros do Grupo de Trabalho sobre Saúde Pública do Conselho Federal de Farmácia (CFF) marcaram presença nos debates sobre o direito constitucional do acesso a medicamentos no Sistema Único de Saúde no terceiro dia da 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª+8), que ocorre de 4 a 7 de agosto, em Brasília.

Durante o evento, a coordenadora do GT de Saúde Pública e Conselheira Federal de Farmácia pelo Estado do Mato Grosso do Sul, Márcia Saldanha, destacou que os farmacêuticos da ponta são os que enfrentam verdadeiramente as falhas no fornecimento de medicamentos. “Por diversos motivos, esses profissionais não participam do processo de decisão de incorporação ou não de novas tecnologias no SUS, da produção de medicamentos por laboratórios públicos, dentre outras pautas de interesse da Assistência Farmacêutica”, observou.

Após a realização de dez etapas regionais de debates, que culminou no 8º Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Assistência Farmacêutica, onde profissionais de todo o País puderam participar, foram elaboradas dez propostas prioritárias da Assistência Farmacêutica, com objetivo de serem debatidas dentro da Conferência. O material que foi reproduzido com apoio do CFF, foi entregue aos delegados do Conselho Nacional de Saúde (CNS) para que pudessem se apropriar e se posicionarem a favor. “A CNS é um espaço para dialogarmos sobre as políticas públicas de saúde, principalmente para ouvirmos os usuários”, acredita Márcia Saldanha.

A atividade sobre direito constitucional do acesso a medicamentos no SUS dentro da 16ª Conferência Nacional de Saúde foi promovida pela Escola Nacional dos Farmacêuticos e pela Federação Nacional dos Farmacêuticos, em conjunto com o Comitê Nacional para a Promoção do Uso Racional de Medicamentos, com apoio do Conselho Federal de Farmácia.

Silvana Nair Leite, que é Conselheira Federal de Farmácia Suplente pelo estado de Santa Catarina e Coordenadora Geral da Escola Nacional dos Farmacêuticos, compôs a mesa do debate, junto à  Evandro Lupatini, do Departamento de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde, pelo Comitê Uso Racional de Medicamentos, e Conceição Silva, do CNS.

O Grupo de Trabalho sobre Saúde Pública do CFF, é composto por: Márcia Saldanha (coordenadora), Silvio Machado (ES), Renata M. do Nascimento (MG), Wilson Hiroshi (MS), Luciana Canetto (SP), Lorena Baía (GO) e Eliane Campesato (AL). Também faz parte do GT o farmacêutico Valmir de Santi (PR).

Fonte: CFF

Skip to content