Com 10 novas Práticas Integrativas Complementares no SUS, Ministério da Saúde enfatiza prevenção e bem estar psíquico

Os usuários do Sistema Único de Saúde terão acesso a mais 10 Práticas Integrativas Complementares no âmbito do SUS, incluindo Terapia de Florais, um âmbito de atuação de Farmacêuticos.

“O Ministério da Saúde acatou anseios do Controle Social e de profissionais da saúde que, de fato, estão consolidados na suas áreas de atuação, com grande aceitação popular”, comenta Karen Denez, presidente do CRF-SC.

“Há uma ênfase na prevenção de problemas de saúde, na responsabilidade de cada pessoa pela manutenção do seu bem-estar. E, por outro lado, há um entendimento de que o bem-estar psíquico, livre de ansiedade e depressão, também constitui importante faceta da saúde pública, daí a inclusão de práticas como a Constelação Familiar e a Imposição de Mãos”, analisa a presidente do CRF-SC.

Agora, o SUS passa a oferecer atendimento em 29 Práticas Integrativas Complementares, no total. Segundo dados do Ministério da Saúde, os brasileiros poderão acessar esses procedimentos em 9.350 estabelecimentos em mais de 3.100 municípios do país. O Ministério da Saúde espera que as PICs auxiliem as pessoas a ter mais disposição e saúde, evitando internações e cirurgias.

Confira cada uma das dez novas práticas:

Apiterapia – método que utiliza produtos produzidos pelas abelhas nas colmeias como a apitoxina, geléia real, pólen, própolis, mel e outros.

Aromaterapia – uso de concentrados voláteis extraídos de vegetais, os óleos essenciais promovem bem estar e saúde.

Bioenergética – visão diagnóstica aliada à compreensão do sofrimento/adoecimento, adota a psicoterapia corporal e exercícios terapêuticos. Ajuda a liberar as tensões do corpo e facilita a expressão de sentimentos.

Constelação familiar – técnica de representação espacial das relações familiares que permite identificar bloqueios emocionais de gerações ou membros da família.

Cromoterapia – utiliza as cores nos tratamentos das doenças com o objetivo de harmonizar o corpo.

Geoterapia – uso da argila com água que pode ser aplicada no corpo. Usado em ferimentos, cicatrização, lesões, doenças osteomusuculares.

Hipnoterapia – conjunto de técnicas que pelo relaxamento, concentração induz a pessoa a alcançar um estado de consciência aumentado que permite alterar comportamentos indesejados.

Imposição de mãos – cura pela imposição das mãos próximo ao corpo da pessoa para transferência de energia para o paciente. Promove bem estar, diminui estresse e ansiedade.

Ozonioterapia – mistura dos gases oxigênio e ozônio por diversas vias de administração com finalidade terapêutica e promove melhoria de diversas doenças. Usado na odontologia, neurologia e oncologia.

Terapia de Florais – uso de essências florais que modifica certos estados vibratórios. Auxilia no equilíbrio e harmonização das pessoas. Por Resolução do CFF, os farmacêuticos estão habilitados a atuar na Floralterapia.

Skip to content