Dia do Farmacêutico 2016

Cápsulas – Uso Racional do Conhecimento

Atuação do farmacêutico no controle das infecções hospitalares

O farmacêutico e professor de Microbiologia da FURB, Alessandro Silveira, falou ao CRF-SC sobre a importância de os profissionais farmacêuticos estarem inseridos de maneira mais ampla e contínua no processo de controle das infecções hospitalares.

Diretor da DIVE-SC informa critérios para vacinação em farmácias

O farmacêutico Eduardo Macário, diretor da Vigilância Epidemiológica de SC, explica sobre os critérios exigidos pela Portaria Estadual nº 44/2016.

Farmacêuticos no combate ao Aedes

O farmacêutico Eduardo Macário, diretor da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC, falou ao CRF-SC sobre o papel dos profissionais farmacêuticos na luta contra o Aedes e sua abordagem em relação aos pacientes.

AMAZONAS GASPAR - O desafio da farmácia independente

Ex-presidente do CRF-SC e Farmacêutico Proprietário de Farmácia, Amazonas Gaspar defende o serviço farmacêutico como o diferencial para a competitividade de farmácias independentes, e conta como uma intervenção de Assistência Farmacêutica pode salvar vidas

CÁPSULAS - KAREN DENEZ - TERAPIA FLORAL

Por recente Resolução do CFF, os farmacêuticos podem atuar como terapeutas florais, prescrevendo tratamentos aos pacientes. Nesta entrevista, Karen Denez, farmacêutica referência em Santa Catarina nos estudos sobre Práticas Integrativas Complementares, explica o âmbito da atuação do farmacêutico nessa área e as vantagens para a saúde pública.

Entrevista com Ronald Ferreira dos Santos - Parte 1 - A lógica da saúde no território

O Presidente da Federação Nacional de Farmacêuticos, Ronald Ferreira dos Santos, sintetiza a mudança da lógica que rege a atenção pública à saúde ocorrida com a promulgação da Constituição Federal em 1988, ainda não plenamente implantada - e a resistência para consolidar o conceito civilizatório ali contratado entre o governo brasileiro e a população.

Entrevista com Paulo Boff - Parte 1 - Do abstrato ao concreto

O Conselheiro Federal por Santa Catarina, professor e pesquisador Paulo Roberto Boff, explica como conceitos aparentemente abstratos de política de classe acabam se materializando como legislações que regem diretamente a vida e o fazer farmacêutico. E o embate de forças políticas antagônicas que ocorre neste processo.